sábado, 31 de dezembro de 2016

2017: Encarar os novos desafios

Foto por Hyasmin - Campus da Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)/Goiabeiras
Mudar é sempre difícil. Se adaptar as novas dificuldades, buscar entender menos o óbvio e realizar novas façanhas. Nesse novo ano pretendo mergulhar em novos desafios e compreender melhor a mim mesma. Sem metas muito bem definidas, com um único foco, que aos poucos irei compartilhar com vocês.

Acredito que essa é a coisa mais difícil na vida: Encarar o novo. Não vou mentir que isso dá medo, um frio na barriga, piriri, no entanto sem o enfrentamento corro o risco de ficar no mesmo lugar, como um velocista que não saiu ainda da linha de partida depois que a largada já foi dada. Dou um conselho, mesmo sabendo que não são bem aceitos socialmente, expresso pela máxima "Se Conselho fosse bom era vendido"; não defina metas que você não conseguirá cumprir. 

2016 foi um ano de golpes. E isso afetou minha vida, como de muitos brasileiros. Não pense que 2017 será fácil, pois não vai ser. Mas é hora de erguer a cabeça porque depois de tanta pancada que a vida e os coadjuvantes dela nos deram, percebo que o papel de vitima, da donzela encarcerada numa torre, nunca fez parte da minha vida.

Espero que esse ano que chega, traga boa sorte, prosperidade, união da população, menos preconceito e racismo e mais compaixão e respeito.

Faça mudanças por você, não por outras pessoas.

Imagem divulgação - Foto da internet
Beijos e até o ano que vem 
Feliz Ano Novo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Youtube

Facebook

Pinterest

Instagram