terça-feira, 4 de setembro de 2018

The people vs OJ Simpson consegue ser imparcial e muito interessante

A série é baseada em fatos reais, e se trata do julgamento mais famoso. Mesmo se passando quase toda num tribunal, e com foco nos advogados, a série se mostra interessante. A melhor da atualidade. 

Com atuações incríveis de Selma Blair, como Kris Jenner (sim, a das Kardashians) e John Travolta, como Shapiro (este ultimo irreconhecível com essa caracterização).  A série não deixa absolutamente nada a desejar. Os fatos se passam nos anos 90 quando ocorreu o caso. Vou destacar quatro episódios que eu gostei muito e explicar porque. 

2  "A fuga"
Gosto desse ep. só por causa da cena maravilhosa de perseguição ao carro Bronco, que o OJ Simpsom (Cuba Gooding Jrfica desesperado com uma arma na mão apontada para a cabeça e o amigo dele fica gritando para ele não atirar e tentando manter a atenção em todos os lados, isso tudo enquanto dirige em alta velocidade. Pura ação!

6 "Márcia Márcia Márcia"
Este episodio foi um foi o mais comovente. Eu me emocionei muito. 

Márcia Clark (Sarah Paulson) a mulher de maior importância  no julgamento (não era a única mulher advogada, tinha a Shawn Chapman Holley) sofreu muito com ataques midiáticos, machismo dos colegas, sexismo e todo tipo de violência psicológica. 

Toda hora piadas sobre o cabelo dela, roupa e até no supermercado quando compra absorvente. A coisa era tão grave que, além de se preocupar com o caso, ao qual era promotora, tinha que mudar a imagem para agradar as pessoas, inclusive alisar o cabelo.

Sofreu com fotos expostas, foi humilhada publicamente. Qualquer mulher, independente da ocupação, vai se identificar com o drama dela. 

(Aqui fica claro a interferência da mídia, que atingiu em cheio o psicológico dos envolvidos no caso, peças fundamentais para o veredito. Márcia não foi a única a sofrer com a mídia, Johnnie Cochrain também. Clark é mulher, Johnnie Cochrain  é negro).

8  "O júri na cadeia"
Eu gostei muito desse. Foi o mais engraçado, acho que o humor ficou neste episódio. Com a duração do julgamento, o júri teve que ficar enclausurado por meses. Isso pode ter afetada não só a saúde mental deles como também o veredito. As situações a que eles são expostos; a dança da cadeira na tentativa de escolher a pessoa certa para beneficiar ou acusação, ou a defesa, é interessantíssimo.

9 "Benção dos céus fitas do Furhman"
Os personagens começam a perder o controle emocional perante o juiz Lance Ito (Kenneth Choi) , que também perde o controle. Christian Darden (Sterling K. Brown ) é um claro exemplo.  O embate entre ele e Johnnie Cochrain (Courtney B. Vance) é maravilhoso. Dois personagens que tem ideais muito parecidos, entretanto estavam em lados opostos. 

As fitas com uma entrevista racista desestabiliza e muda completamente o jogo. Também percebemos nesse episódio que a questão ali era, principalmente, racial, tema muito delicado e que obviamente tem força nesta série. O racismo mata e prende gente inocente, infelizmente. 


Lançamento: 2018
Diretor e roteiro: Ryan Murphy

NOTA: 10 /10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Youtube

Facebook

Pinterest

Instagram