segunda-feira, 3 de abril de 2017

Intercâmbio, aí vou eu: Jovens Embaixadores


Sempre quando vocês acharem que a série acabou, ela ressurgirá das cinzas com novidades, como uma Fênix.

Este é um intercâmbio para estudantes brasileiros do ensino médio da rede pública, com idade entre 15 e, no máximo, 18 anos que não tem condições financeiras (de baixa renda) de bancar uma viagem internacional, com foco na sociedade e cultura. O programa jovens embaixadores quer, essencialmente, um ser social, um futuro adulto com ideias que possam transformar o mundo através da educação.

Preferencialmente, são escolhidos jovens que nunca fizeram nenhum intercâmbio e não tenham vivenciado uma experiência internacional antes, principalmente para os Estados Unidos (EUA), caso o estudante tenha feito intercâmbio, que não tenha excedido mais de 20 dias. 
Outros pré-requisitos são ter boa fluência em inglês, ser um adolescente de bom convívio com a família e a comunidade e que tenha excelência acadêmica (notas boas, não falta aula e se falta justifica etc) e o mais importante de tudo isso, estar atualmente engajado em atividades de responsabilidade social/voluntariado, dentro da sua comunidade, ALÉM DE comprovar já ter realizado ao menos 12 meses – contínuos ou não – de voluntariado.

Como participar?

A inscrição normalmente começa no meio do ano, com um link para o pré cadastro (1° etapa) disponibilizado na página do facebook da embaixada, como eu sempre digo, fique atento aos editais e acompanhe diariamente a página ou pelo menos semanalmente para não perder a chance. 

Se aprovado no pré-cadastro, deve preencher o formulário de inscrição, anexar documentação solicitada no edital e selecionar a instituição parceira mais próxima (aqui no Espírito Santo as instituições são a Secretaria de Educação do Espírito Santo – SEDU e a escola IBEUV) de sua residência e para onde a sua inscrição será encaminhada (2° etapa).

Lembrando que em todas as etapas o estudante receberá uma mensagem automática dizendo se ele passou ou não no processo.
Depois que a documentação é encaminhada para a escola parceira do programa Jovens Embaixadores, os documentos enviados de cada aluno é revisado para saber se está tudo correto (3° etapa). E ao passar, o jovem estudante fará duas provas de inglês: uma escrita (4° etapa) e uma oral (5° etapa).
Depois as provas são corrigidas e sairá a lista dos aprovados.
Os alunos selecionados não precisam se preocupar com passaporte visto, passagem aérea, pois o programa se encarrega de tudo isso e acompanha e orienta o estudante em cada passo com outros parceiros.
Aqui no Espírito Santo eu enviei e-mail para a coordenadora pedagógica Giselle Peres Zucolotto representante do projeto, para tirar algumas dúvidas, mas infelizmente não obtive nenhuma resposta.
O que é o Jovens Embaixadores e porque participar 

Criado em 2002, o Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa de responsabilidade social da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, em parceria com organizações públicas e privadas. 
Os selecionados viajam em janeiro para um programa de três semanas nos Estados Unidos. Na viagem conhecem a capital Washington, museus e instituições. Em seguida, viajam em grupos menores para outros estados nos EUA e frequentam escolas e participam de projetos da comunidade, interagindo com outros estudantes americanos da mesma idade. Hospedam-se em casas de famílias anfitriãs. 
Observações
Na série de entrevistas que venho organizando para postar, eu entrevisto dois estudantes que participaram do programa Jovens Embaixadores que contam toda a experiência e processo.
Espero que vocês tenham gostado. Mais informações no portal da embaixadalá vocês encontram as instituições parceiras de cada estado do Brasil onde constará e-mail e telefone e endereço. O programa é muito sério e muito bem organizado. 

FONTE: Portal da embaixada
 Beijos e até a próxima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Youtube

Facebook

Pinterest

Instagram