sábado, 25 de março de 2017

Consumo consciente: Diferenças entre bazar X brechó

Amanda Bynes no filme "O grande mentiroso" (Big fat liar)
Ainda na vibe do consumo consciente venho compartilhar uma antiga descoberta, a diferença de bazar e brechó. Eu entendo por bazar espaços que vendem roupas de segunda mão que são ligadas a organizações sem fins lucrativos (ONGs) ou instituições de caridade, asilos, orfanatos e igrejas, as roupas são boas e muito baratinhas, às vezes não é tão organizado se você comparar a disposição de roupas com lojas de departamento, por exemplo.

Por sua vez, o brechó são espaços denominados por si como lojas que vendem roupas de segunda mão, porém separam por estilos, peças, numa lógica bem mais capitalistas, pensando na exclusividade como foco principal das vendas, por esses e por outros motivos as peças tendem a ser mais caras e de marca, porque as próprias vendedoras e donas "garimpam" roupas até em outros países.

Muito popular entre as camadas mais humildes, nos últimos anos os brechós (este termo específico, até quando é bazar falam brechó) se popularizaram, principalmente com a crise econômica, dentro de um grupo social mais cult. Nenhum problema, pois o slow fashion contribuí para a preservação do meio ambiente e não compactua com a mão de obra barata escravizada.


Meu único apelo é: Continuem com os precinhos camaradas.


Beijos e até a próxima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Youtube

Facebook

Pinterest

Instagram